A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: Carmen Ribeiro

Profissão: Socióloga

Idade: 63 anos

CARMEN REGINA RIBEIRO passou a se engajar politicamente tão logo entrou no curso de serviço social, aos dezessete anos de idade. Sensibilizada com a situação dos presos políticos, envolveu-se na organização de diversas atividades para apoiá-los. A influência cristã da família e de padres progressistas a aproximou da Ação Popular (AP-ML).

Nessa organização executou várias tarefas políticas, como panfletagens, distribuição do Jornal Libertação e organização de uma estrutura de apoio para angariar recursos, criar uma rede de simpatizantes e ocultar pessoas vivendo na clandestinidade. Devido a circunstâncias próprias e seguindo orientação da AP, abandonou o curso de serviço social e passou em ciências sociais na UFPR, acreditando que lá poderia realizar um trabalho político mais efetivo.

Sabendo da prisão de seus companheiros, e temendo destino semelhante, fugiu para o interior de São Paulo e Minas Gerais onde passou alguns meses refugiada com seu marido, Claudio Ribeiro. Porém, decidiu retornar a Curitiba para se apresentar na Auditoria Militar e responder dois processos embasados na Lei de Segurança Nacional. Passados os Anos de Chumbo, Carmen voltou a participar ativamente da vida política, envolvendo-se na Escola Oficina, no MDB, no movimento dos moradores de periferia e na fundação e legalização do Partido dos Trabalhadores.

Embora perseguida e tendo que enfrentar momentos de desemprego e desespero, seu trabalho engajado junto à Prefeitura de Curitiba, ao IPARDES e ao IPPUC, também foi importante meio de intervenção social. O relato de Carmem é uma fonte valiosíssima sobre os efeitos deletérios da Ditadura Civil-Militar brasileira, como insegurança constante, ameaças, desemprego, pesadelos e momentos de pânico e terror. Ela expõe com clareza e muita sensibilidade as diversas facetas de seu drama pessoal, como mãe e militante.  

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759