A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: Tosca Zamboni

Profissão: Bióloga

Idade: 54 anos

TOSCA ZAMBONI tinha apenas cinco anos quando o pai, Moacir Zamboni, foi um dos presos políticos da ditadura já em 1964, o que não permitiu que essa experiência e as ressalvas familiares a afastassem das lutas travadas por sua geração. De uma jovem tímida e alheia ao movimento secundarista, transformou-se gradualmente em uma aguerrida militante universitária a partir de 1979, participando da retomada do Diretório Central dos Estudantes e dos enfrentamentos maiores que isso representava: combate ao autoritarismo e em prol da democratização da universidade.

Partindo da luta por um centro acadêmico para os estudantes de Biologia, Tosca em pouco tempo assumiu a presidência do DCE (1981), enfrentando tanto o machismo e o conservadorismo imperantes na universidade de então quanto os desafios colocados pelo regime em seus momentos derradeiros. À frente do DCE, protagonizou uma grande greve dos estudantes em 1981, quando marcharam e depositaram flores aos pés dos soldados, porém foram impedidos de interceptar o presidente Figueiredo, tanto em Curitiba quanto em Londrina.

Sua militância ultrapassou em muito as fronteiras estudantis ao atuar no Comitê de Defesa da Amazônia e Meio Ambiente, no movimento feminista, no Comitê Brasileiro pela Anistia, no Partido Comunista do Brasil e em manifestações de solidariedade plurais. Um relato rico e envolvente sobre o movimento estudantil e a luta pela afirmação da igualdade de gênero.

 

Parte 1 

Parte 2 

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759