A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Muito melhor guardarmos a lembrança do que aconteceu para que nunca mais se repita isso. Tortura nunca mais!

Muito melhor guardarmos a lembrança do que aconteceu para que nunca mais se repita isso. Tortura nunca mais!


Nome: Renê Ariel Dotti

Profissão: Advogado

Idade: 75 anos

Em 1958, o curitibano de nascimento RENÊ ARIEL DOTTI obtém o diploma de Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná e inicia sua carreira profissional sem temor quanto às convicções políticas e individuais. “Com o Governo Juscelino Kubitschek vivíamos um período de plena garantia das liberdades individuais”, relembra.

Mesmo após o golpe de 64, quando o ‘Doutor Dotti’ atuava nos Inquéritos Policiais Militares, os IPMs, na defesa dos presos políticos como estudantes, sindicalistas, jornalistas, entre tantos, ainda havia condições para garantir acesso à Justiça aos indiciados, dignidade no tratamento na prisão e visita das famílias. A partir de 67, “a rotina era de temor e terror”.

Em seu depoimento, Renê Ariel Dotti fala da difícil convivência com o Delegado Ozias Algauer, titular do Dops e braço da Ditadura do Paraná, da prisão de professorJosé RodriguesVieira Neto, da defesa dos estudantes presos na Chácara do Alemão, do processo dos jornalistas da Última Hora e atuação no processo de indenização do ex-preso político Walter Pecoits que perdeu a visão de um olho devido às torturas sofridas no cárcere, entre outros casos no Paraná e Santa Catarina.

Fiel às suas convicções, o Dr. Dotti continuou após 1985 a participar de forma decisiva dos momentos emblemáticos para a construção do ‘novo capítulo da restauração das liberdades individuais’, como gosta de reafirmar. A Campanha pela Anistia, segundo ele ‘uma solução política e não jurídica’, as Diretas Já e o impeachment de Collor, sendo um dos que assinaram a petição inicial que originou o processo, tiveram o Dr. Dotti como um dos principais protagonistas e artífices, testemunha fundamental para entender como funcionavam as instituições brasileiras no período, especialmente o Judiciário.

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759