A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: Hamilton Faria

Profissão: Poeta e Professor Universitário

Idade: 65 anos

Já nos tempos de secundarista no Colégio Militar de Curitiba, HAMILTON JOSÉ BARRETO DE FARIA passou a ter contato com pensamentos e certa militância de esquerda, logo transformada em participação ativa no movimento estudantil e na AP. Foi, portanto, um dos integrantes da célula do “Colégio Militar” da AP. Não só vivenciou como protagonizou os importantes acontecimentos do “Ano que não terminou”, como a tomada da Reitoria e as manifestações de outubro de 1968. Em seu depoimento, descreve em detalhes o quebra-quebra nas ruas centrais de Curitiba, dois meses antes do AI-5.  

 

Hamilton foi o único estudante que conseguiu driblar a repressão e não ser preso na Chácara do Alemão, escondendo-se no alto de um pequeno paiol abandonado.  Contudo, sua destacada atuação já havia lhe rendido algumas prisões pela DOPS, antes da truculência institucionalizada pelo AI-5 ganhar terreno. Diante desse novo cenário, atuou ainda por pouco tempo no movimento estudantil, sendo deslocado para São Paulo de onde partiu para cumprir rápidas missões no norte do país até se refugiar no Rio de Janeiro, na completa clandestinidade e desamparo.

 

Conseguiu se manter intocado, embora perseguido, até o final de outubro de 1970, quando foi sequestrado pelo DOI-CODI e submetido a diversas formas de tortura, que descreveu como “o inferno de Dante”: “não tinha forças nem para levantar uma colher”. Após algum tempo sendo seviciado, foi transferido para o presídio da Ilha das Flores. Nesse momento, sua história se entrelaça com a de sua mãe, dona Julíbia, que empreendeu uma longa campanha, superando todo tipo de adversidade e ameaças, até conseguir localizar e depois visitar seu filho e ver que ele estava, de fato, vivo. 

             

Hamilton é portador de uma memória e dono de uma narrativa sobre a infância e juventude plenas de detalhes e sentidos. Propicia-nos um olhar que consegue recobrar parte do imenso lirismo da época, bem como de seu sofrimento. Seu depoimento, tomado conjuntamente com o de seus irmãos e irmã, ilumina parcialmente e nos permite remontar algumas cenas da trajetória de uma mãe desesperada, porém resoluta a ir até o fim para encontrar seu filho desaparecido. Emocionante, comovente, imperdível.   

Parte 1

Parte 2 

 

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759