A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: Danilo Mattozo

Profissão: Aposentado

Idade: 75 anos

DANILO SCHWAB MATTOZO nasceu (1938) e foi criado em Ponta Grossa. Ainda jovem, começou a trabalhar em uma farmácia e se sensibilizar com a situação política e social de seu entorno, contestando a desigualdade social. A partir dos quinze, dezesseis anos, passou a ler sobre e se envolver nos movimentos de sua época, como a campanha “O petróleo é nosso”. Servindo o exército, passou dois anos no Rio de Janeiro, onde fez um curso de cartografia militar.

Por seus posicionamentos nacionalistas e críticos, Danilo se tornou visado pelos setores mais conservadores da instituição. Recorda-se da oposição gerada já com seu apoio à candidatura do Marechal Lott, contrapondo-se com isso ao posicionamento de seu superior em favor de Jânio Quadros. Já de volta a Ponta Grossa, aproximou-se de um major também nacionalista em 1963, integrando uma frente.

Quando veio o Golpe de 1964, Danilo foi preso, processado junto com outras vinte e três pessoas de Ponta Grossa e reformado do exército enquanto fazia um tratamento de saúde. Lembra que nesse período inicial foi preso e interrogado “umas três vezes”, mas logo liberado sem maiores violências. Então, devido à perseguição sofrida, mudou-se para Curitiba onde se engajou nas trincheiras da oposição, aproximando-se do major Joaquim Pires Cerveira e da Frente de Libertação Nacional (FLN). Participou da arriscada operação de resgate do coronel Jefferson Cardim de Alencar Osório, que em 1965 havia liderado uma coluna contra a ditadura e se encontrava detido em um quartel no boqueirão, em Curitiba.

Anos mais tarde, no final de 1975, Danilo voltou a ser preso, agora em decorrência da operação Marumbi. Sequestrado pelo DOI-CODI e mantido isolado e em condições degradantes, sofreu diversas ameaças. Porém, confidencialmente, o carcereiro – tratando-o como “tenente” - já havia lhe advertido que isso ocorreria, o que lhe tranquilizou. Mais tarde, sua prisão foi oficializada e ele liberado.

Seu depoimento é de extrema relevância, haja vista que além de narrar sua importante trajetória de resistência também conta algumas passagens da vida e luta do desaparecido político Joaquim Pires Cerveira, executado pela repressão entre o final de 1973 e o começo de 1974. 

 

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759