A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: Alvaro Dias

Profissão: Professor

Idade: 69 anos

ALVARO DIAS começa ‘oficialmente’ sua trajetória política em 1968 quando é eleito vereador em Londrina pelo MDB. Reconhecido como importante liderança jovem no movimento estudantil na Universidade Estadual de Londrina (UEL), a partir de 1964, chegou a presidir o Diretório Acadêmico Rocha Pombo. Ingressando as fileiras de oposição ao regime militar, Alvaro entra no MDB pelas mãos de João Olivir Gabardo, que foi até seus pais que moravam em Maringá pedir permissão para o jovem se candidatar a um cargo eletivo.

Com a aprovação paterna, Alvaro começa sua vida pública que o leva à Assembleia Legislativa (1970), à Câmara Federal para dois mandatos (1974 e 1978) e ao Senado (1982) e o consolida como liderança de oposição à ditadura dentro e fora do estado do Paraná. “O MDB reunia as forças de oposição que lutavam contra as prisões arbitrárias, a prática da tortura e a censura à imprensa, entre outras arbitrariedades. No começo, o que era um movimento isolado, transformou-se numa grande indignação popular que alimentava a participação política”, lembra.

Tal desejo e necessidade de mudanças, fez com que Alvaro fosse o principal articulador e organizador do grande comício das Diretas Já, realizado em Curitiba na noite de 12 de Janeiro de 1984 na Boca Maldita. “Foram 12 dias de preparação, apenas. Mas foi uma convocação feita por Ulysses Guimarães e eu não podia falhar. Foi minha a ideia de trazer Osmar Santos como locutor do comício, mobilizando lideranças políticas, sindicalistas, professores, estudantes e muitos artistas paranaenses e nacionais. Depois de Curitiba, corri o Brasil todo. Foi emocionante”, rememora.

Em 1986, Alvaro Dias é eleito Governador do Paraná, sucedendo José Richa. Em seu depoimento, Alvaro faz um balanço de sua passagem pelo Palácio Iguaçu, abordando inclusive o confronto com os professores que marcou a sua gestão. Em 1989, disputa a  indicação do candidato do PMDB à presidência da República com Ulysses Guimarães, Waldyr Pires e Íris Rezende. Logo depois deixou o partido e filiou-se ao Partido Socialista Trabalhista (PST). Em 1998, agora já pelo PSDB, é novamente eleito para o Senado.

“Ao me preparar para este depoimento e rever minha ficha do Dops, com anotações de 1975-82, confirmo minha vocação para ser ‘oposição’ e resistir sempre”, ressalta Alvaro, que atualmente cumpre o terceiro mandado no Senado Federal.

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759