A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: José Kanawate

Profissão: Aposentado

Idade: 74 anos

Nascido em 1932 e instalado em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais no Paraná, JOSÉ KANAWATE é de descendência síria e foi na companhia de Felipe Chede, comunista notório na cidade, grande amigo e companheiro de uma vida, que conheceu “o que era a política do Brasil e do mundo”.

Em 1958 ingressa no curso de Direito e disputa o diretório acadêmico, perde a eleição, mas ganha gosto pela militância e engrossa as fileiras do PCB. Em 60, integra o comitê de apoio ao Marechal Teixeira Lott (candidato à presidente pela coligação governista PTB/PSD) e João Goulart (candidato a vice-presidente pelo PTB). Naquela época, votava-se separadamente no presidente e no vice. Jânio Quadros foi eleito presidente pelo PDC/UDN e Jango, vice.

“Por ocasião do golpe de 64, eu e meus colegas percebemos uma orientação diferente no papel institucional do 13º Regimento de Infantaria de Ponta Grossa”, lembra Kanawate. Vigilância, perseguição e muita repressão. Mais de 300 policiais foram destacados para prender o grupo do PCB, entre eles o próprio Felipe Chede. “Fomos trazidos para Curitiba de ônibus, levados para o Presídio do Ahu, revistados e jogados numa cela comum. Me lembro que era um frio tremendo”.

Kanawate ficou 10 dias preso e foi liberado. O Inquérito Policial Militar (IPM) durou cerca de três anos e nesse período foi chamado diversas vezes para prestar esclarecimentos na Dops. Quando o inquérito terminou, ele que era representante comercial, já estava falido. Recupera-se financeiramente e aficionado por música, Kanawate passa a se dedicar à Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa, da qual é um dos fundadores.

 

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759