A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: Denise de Camargo

Profissão: Psicóloga e Professora

Idade: 62 anos

Enquanto cursou a universidade de psicologia entre 1969 e 1974, portanto nos Anos de Chumbo, DENISE DE CAMARGO não se envolveu com nenhuma forma de militância. Foi a partir de seu relacionamento com Fábio Campana que passou a ter uma ação política direta, participando da escola alternativa OCA, do sindicato dos professores da UFPR - onde passou a trabalhar a partir de 1977 – e dos psicólogos, do CBA-CURITIBA, do Centro Brasileiro de Estudo da Saúde, do CDAMA e do PCdoB.

Já no final da década de 1970, início dos anos 1980, presidindo o sindicato dos psicólogos participou dos encontros das classes trabalhadoras (ENCLAT, CONCLAT). Membra da primeira diretoria da associação dos professores da UFPR se envolveu na organização de uma greve nacional. Também acompanhou as lutas pelas associações de moradores na periferia e associações de mulheres. Tomou parte no diretório municipal do PCdoB, vivendo intensamente a experiência partidária. Moviam Denise “os sonhos de um mundo sem classes sociais, onde todos fossem iguais”.

Integrante do departamento de psicologia da UFPR, em seu depoimento Denise Camargo faz uma análise psicologizante tanto de sua própria militância quanto da luta mais geral e de seus protagonistas. “Necessidade de ser atuante, de transformar a sociedade, era o sonho da minha geração”. Acompanhar essa reflexão sobre a militância e a subjetividade dos militantes é tarefa obrigatória para quem realmente deseja compreender de forma mais profunda as gerações que lutaram contra a ditadura.  

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759