A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Only variable references should be returned by reference

Filename: core/Common.php

Line Number: 257

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/kelle/dhpaz.org/system/core/Exceptions.php:185)

Filename: libraries/Session.php

Line Number: 675

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná

Depoimento para a História - A resistência à ditadura militar no Paraná


Nome: Hélio Duque

Profissão: Economista

Idade: 71 anos

A militância política de HÉLIO DUQUE começa no movimento estudantil na Bahia, em Salvador, onde mantém os primeiro contatos com a juventude católica engajada na Ação Popular (AP) da qual foi um dos dirigentes. Em 1964, por ocasião do golpe militar, estava no Rio de Janeiro trabalhando na Petrobrás quando toda a diretoria foi presa. “Também eu recebi a marca de uma demissão sumária e a formação de um inquérito militar”, recorda.

Impossibilitado de permanecer na Bahia após a demissão da Petrobrás, Duque se instala em São Paulo e permanece dois anos trabalhando como jornalista na Folha de São Paulo. Com formação em Economia, adquire conhecimento sobre a indústria cafeeira e conhece em 1966 o empresário Horácio Sabino Coimbra, que monta a Cacique Café Solúvel em Londrina e convida Duque para ali se estabelecer.

“Mesmo atuando profissionalmente, nunca abandonei a militância política, embora de forma discreta”, afirma. Duque retoma os estudos universitários e lá conhece o grupo dos autênticos que funda o MDB no Paraná e participa desse movimento de resistência à ditadura militar junto com o professor e vereador de Londrina Olivir Gabardo, Alvaro Dias, Alencar Furtado, entre outros dessa geração.

Em 1978 se lança candidato a deputado federal e se elege. Em Brasília, Hélio Duque coloca em prática a oratória que lhe é peculiar e a experiência anterior para articulações políticas que o destacam entre seus pares. Desse período, a luta pela Anistia guarda lugar especial em suas memórias, especialmente na companhia de Terezinha Zerbini a quem devota grande admiração.

Duque mantém a mesma determinação com a eleição dos governadores do PMDB em 1982 e com a Campanha das Diretas Já em 1984. Nessa altura, o antigo MDB, agora PMDB, mantinha certa unidade no parlamento brasileiro, “mas não tínhamos condições de legislar pela diversidade de seus componentes já que era formado por gregos, troianos, fenícios, turcos e otomanos”.

Para Hélio Duque, “a História não tem ideologia. A ideologia da História é a verdade”. Com esse espírito, combate ainda hoje setores resistentes a mudanças e à apuração das responsabilidades pelas violações de direitos humanos praticadas no período.

 

Voltar para depoimentos

Visite-nos:

Rua Voluntários da Pátria, 475, Ed. Asa

Escritório: conjunto 1209, 12º andar

Mini auditório: conjunto 608, 6º andar

Centro - Curitiba/Pr - 80020-000

Fone: ++ 41 3079-1759